UNILAB 10 ANOS
Só mais um site WordPress

“Acima de nós, em redor de nós, as palavras voam e às vezes pousam” (Cecília Meireles)

Data de publicação  30/07/2020, 14:29
Postagem Atualizada há 3 meses
Saltar para o conteúdo da postagem

Iadira Antonio Impanta
Guiné Bissau
Egressa do Curso de Sociologia

Eu sou, Iadira Antonio Impanta, de nacionalidade guineense, egresso do curso de licenciatura em sociologia, formada em 2018. Recentemente mestra em antropologia pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), a Unilab enquanto universidade Afro-brasileira, internacional, interiorana e com uma epistemologia de ensino a partir do sul global contribui de forma magnífica para minha formação profissional, pessoal e humana. Por enquanto minha trajetória é apenas acadêmica, não me inseri ainda no mundo profissional, entretanto me sinto totalmente preparada e convicta de que poderei ajudar na transformação social do mundo, da África e da Guiné-Bissau de forma em particular. Realço ainda que o fato do curso de licenciatura em sociologia formar um profissional interdisciplinar, ou seja, docente e pesquisador, me possibilitou um amplo conhecimento para atuação profissional e produção acadêmica, facilitando assim minha entrada no mestrado e nos demais espaços acadêmicos.


Sou Vaz Pinto Có
Guiné Bissau
Egresso do Curso de Letras Língua Portuguesa

Sou Vaz Pinto Có, natural da Guiné-Bissau, entrei em maio de 2014 na Unilab para licenciar em Letras-Língua Portuguesa, formei em junho de 2018, em setembro desse ano, fui aprovado para cursar mestrado em Linguística Aplicada no Programa de Pós-graduação em Linguística Aplicada- POSLA-UECE (Universidade Estadual do Ceará), comecei meu mestrado em 2019, se Deus permitir terminarei este ano, meu desejo é continuar a vida acadêmica, isto é, fazer doutorado, pois a Unilab já abriu minha porta no mundo acadêmico, a Unilab é começo de tudo, não posso mais parar, sem Unilab talvez, não estaria onde estou hoje e com a intenção de ir ainda mais longe! Neste sentido, a palavra é gratidão, tenho dívida com a Unilab!

A UNILAB

Naquele dia da notícia
O sol cantou alegria
A lua abraçou a terra
Minha porta abriu de vez
A Unilab abriu minha porta
Fui aprovado na Unilab!
Filho do Afumolo e da Clara
Também será um acadêmico?
Não acredito! Minha pele treme!


A Unilab é o quê de mim?
A Unilab é um sol radiante
Que iluminou minha caminhada
Dentro deste mundo acadêmico 
A Unilab é meu berço
Em que cantei a felicidade
A Unilab é um pinheiro 
Em que sou fruta doce

 

A Unilab é a casa grande
Em que vivi com alegria, 
Parti com enorme saudade,
Voltarei um dia para reviver
Alegria e matar a saudade  
Que morde meu coração
Intensamente sem piedade  
A Unilab está em mim
E estou em a Unilab
Somos clara e gema
A Unilab é meu eterno paixão
A paixão sem explicação
Uma paixão do cantar alegre
A Unilab é minha pátria mãe!


Maria de Fátima Souza da Silveira
Brasil
Egressa do Bacharelado em Humanidades

Sou Fátima Silveira, nasci em Redenção-CE, e sou formada na primeira turma de Humanidades da Unilab. Atualmente estou cursando o doutorado no Departamento de Sociologia da Universidade de São Paulo, com período sanduíche no Departamento de História da Universidade de Harvard (com bolsa da CAPES). A Unilab e o BHU foram fundamentais na minha escolha pelo trabalho intelectual, pela educação e pela pesquisa, isso porque o curso sempre ultrapassou a ideia de que a formação universitária tem que ter como objetivo único a inserção de “profissionais” no mercado de trabalho cada vez mais precarizado pelo neoliberalismo. O curso buscava formar pesquisadores qualificados e sujeitos conscientes do mundo e da história. A Unilab é uma universidade popular e me garantiu não apenas o acesso, mas a permanência na universidade, e deve continuar garantindo aos seus estudantes das classes oprimidas esse direito conquistado após séculos de negação e negação. A Unilab nasce anticolonialista e antirracista, diversa e única, fruto da luta pela democratização do acesso à universidade e pela descolonização do pensamento, uma conquista do povo negro, indígena, pobre, portanto. Envio minha homenagem a Unilab e desejo que possamos comemorar sempre a sua existência. Parabéns pelos 10 anos de história.


Rolanda Domingos Mussane
Moçambique
Egressa do Curso de Enfermagem

Sou Rolanda Domingos Mussane, moçambicana e formada em Enfermagem pela UNILAB em Abril de 2019. Concluída a graduação eu retornei ao meu país (Moçambique) com o intuito de cumprir com aquilo que é um dos propósitos de criação da UNILAB: ‘acolher e formar estudantes dos países da CPLP de modo que ao final da graduação retornem aos seus países capacitados a dar um contributo no crescimento dos mesmos’ e na esperança de realizar o sonho de usar todo o conhecimento adquirido no Brasil/UNILAB para ver melhorado o sistema de saúde em Moçambique, como sempre deixei claro aos meus colegas e professores ao longo da graduação. De volta a Moçambique, tive a oportunidade de atuar como Enfermeira da organização Médicos Sem Fronteiras (MSF), em uma região do meu país que desde 2017 é assolada por ataques armados que recentemente foram reconhecidos como sendo de carácter terrorista similar aos ataques perpetrados pelo conhecido grupo terrorista Al Shabab. Naquele ponto do país atuávamos prestando assistência médica à população deslocada principalmente, mas infelizmente a missão teve que ser encerrada quando a vila foi atacada em 23 de Março de 2020 (dia em que passamos exatas 15 horas debaixo de fogo armado) e por isso tive que regressar à capital do país, Maputo. Atuando junto a esta organização, senti-me sobremaneira realizada como profissional de Enfermagem apesar de não ter realizado funções assistenciais, por saber que aquela conquista se devia também à formação que recebi na UNILAB, que permitiu-me realizar com eficiência o meu trabalho (foi essa a avaliação que recebi da organização). O Brasil, a UNILAB, por meio de todos os professores que me acompanharam ao longo da graduação deram um grande contributo não só na minha formação como profissional de Enfermagem, mas também como pessoa. A atenção, o carinho que recebi e as exigências dos professores (principalmente com os portfólios), ensinaram-me que para além da competência ou habilidade prática de um profissional de Enfermagem é necessário que coloquemos amor naquilo que fazemos e é isso que pretendo fazer onde quer que eu trabalhe. Além disso, sou grata pelo fato de essa experiência na UNILAB ter aberto os meus olhos para o vasto campo de atuação aberto para o profissional de Enfermagem, uma vez que o conceito que se tem principalmente aqui é de que o profissional de Enfermagem só pode atuar dentro do hospital, quando não é assim, e hoje eu sei que posso também atuar na pesquisa, na docência, na gestão entre outras áreas. Outro amor que a UNILAB criou em mim além da pesquisa, é o amor pela docência e hoje eu desejo lecionar em cursos de Enfermagem para abrir mente dos estudantes de enfermagem e incentivá-los a fazer o seu trabalho com excelência. Aos meus queridos professores, todos sem exceção, quero que saibam que se eu conseguir alcançar esse feito e ser docente na área de Enfermagem, em cada aula que eu lecionar, serão sempre minha inspiração, meu modelo de docência a seguir, seja dando amor com a intenção de motivar, assim como sendo exigente. À UNILAB, o meu MUITO OBRIGADA por tudo! E sobre os sonhos que nasceram dessa experiência na UNILAB, continuam vivos em mim, e quando realizá-los, compartilharei com vocês. Aos colegas brasileiros, continuem dando o melhor de vocês pelo vosso país (sei que muitos formandos da UNILAB têm tido êxito e se destacado nos lugares onde estão ou por onde passam). Agora, um apelo aos colegas internacionais: eu sei que muitos se deslumbram com o Brasil e por tudo o que ele oferece, e isso não é ruim. O que quero dizer com isso é, aproveitem muito bem as oportunidades que o Brasil, a UNILAB vos concedem, mas em hipótese alguma esqueçam os seus países ou pensem em não mais voltar porque existe todo um sistema formado que tem dificuldades em receber mentes novas que podem fazer toda a diferença. Até porque não tem como vocês fazerem a diferença vivendo longe de uma realidade que vocês desconhecem ou não vivem nela. Lembrem-se do propósito da UNILAB ao trazê-los para o Brasil “formar vocês para que ao final voltem aos seus países e deem o melhor de vocês, contribuindo assim para o crescimento dos vossos países”. Não digo que as coisas serão fáceis quando voltarem, que todas as portas estarão abertas para vocês, entretanto, vocês estarão levando na bagagem uma experiência internacional que pode fazer toda a diferença em vossos países. Lembrem dos nossos heróis que saíram dos nossos países, tiveram oportunidades como estas que a UNILAB nos concedeu, chegando até mesmo a receber propostas de permanecerem no exterior, mas que ainda assim, preferiram abrir mão dessas propostas e voltar para lutar por sua independência. Isto lembra-me o poema de Agostinho Neto (escritor angolano) – Havemos de voltar! Voltem vocês também e usem o conhecimento adquirido no Brasil para ajudar os vossos países. BEM HAJA A UNILAB!”


Aua Sola Baldé
Guiné Bissau
Egresso do Curso de Agronomia

Sou a Aua Sola Baldé, guineense. Fiz agronomia na UNILAB, e me formei em abril de 2019, atualmente desempregada. Mas trabalhei como auxiliar administrativo em fortaleza por um tempo, depois q conclui o curso, que por motivos pessoas tive que sair para resolver.
A UNILAB é uma instituição de grande importância para com os países parceiros e o próprio maciço de Baturité, no entanto ela significou e ainda significa muita coisa para mim, pois me permitiu aprimorar mais conhecimentos tanto na minha área como em outras, as disciplinas, professores  funcionários todas de alguma forma contribuíram para que eu possa me sentir realizada e futuramente poder atuar na minha área de formação com garra, determinação e muito profissionalismo.
Espero que essa cooperação da Unilab com os países parceiros continue progredindo e oferecendo formação de qualidade a todos (brasileiros e estrangeiros).


Alisson Fernando
Brasil
Egresso do Curso de Letras Língua Portuguesa

Me chamo Alisson Fernando, sou graduado em Letras Língua Portuguesa pela Unilab.
A minha entrada na Unilab, no dia 23 de maio de 2016, só foi possível porque haviam vagas remanescentes ainda do trimestre 2015.3. Eu estava na posição 23, e só restavam 8 vagas. Lembro-me de estar sem esperança quando fui fazer a pré-matrícula porque pensei que as 8 vagas seriam preenchidas com os oito primeiros colocados. Não acreditava que iria conseguir uma vaga. Mas, para minha felicidade, contrariando a lógica, consegui fazer a pré-matrícula. Esse dia entrou para minha história. Nunca me esqueço daquela tarde no auditório do bloco didático do Liberdade.
Meu primeiro dia de aula foi na sala 305, bloco II, terceiro andar, campus dos Palmares. Foi outro dia inesquecível. Depois desse dia, minha vida mudou. A Unilab havia entrado na minha vida de modo inexplicável. Pela metáfora da família, posso dizer que a Unilab acolheu-me como uma avó, amável e tenra; os professores foram como pais preocupados e cuidadosos que não apenas ensinam o conteúdo pelo conteúdo, mas, visivelmente, colocam-se à disposição para dar todo um suporte acadêmico e humano; e os colegas de turma foram como amigos irmãos solidários.
Não estou humanizando a instituição, mas afirmando que fui humanizado por ela.
Profissionalmente, estou dando continuidade à minha formação acadêmica no Mestrado Acadêmico em Estudos da Linguagem da Unilab.
Sou grato por tudo o que me foi proporcionado pela Unilab. Posso falar para a posteridade que estudei em uma das melhores (em todos os âmbitos) instituições do mundo.


Hugueth Nadina Lubanzadio
Angola
Cursou Engenharia de Energias

A minha trajetória acadêmica na Unilab foi incrível, além de dolorosa em algumas vezes, pois a vida de um estudante universitário, especificamente de engenheira, não é fácil mas é possível completar os estudos com força, determinação, foco e muita fé.
Foi muito importante pra mim, ter que enfrentar a Unilab porque conheci pessoas de outras nacionalidades, pude ter amigos internacionais e conviver com culturas diferentes, a integração foi forte dentro da minha turma,   também pude notar isso através de grupos de estudos que tive com companheiros e companheiras que me ajudaram bastante no meu crescimento acadêmico, nós ajudamos uns com os outros e vi o quão importante era o espírito de trabalhar em equipe, como dizem né: a união faz a força.
Já me frustrei várias vezes, mas não foi motivo para eu desistir, aprendi que com muito esforço e determinação conseguimos chegar aonde queremos. Foi duro ter que suportar algumas reprovações, mas não foram motivos para eu desistir, superei e continuei firme e forte, sempre recebendo conselhos dos meus colegas e companheiros de turma, a jornada foi cansativa, mas valeu a pena.


Januario Fernandes
Timor-Leste
Egresso do Curso de Ciências da Natureza e Matemática – CNeM

Eu sou Januario Fernandes, Timorense, fui estudante e conclui o meu Curso de Ciência da Natureza e Matemática – CNeM na Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira – UNILAB em 2018. No momento, estou trabalhando numa instituição pública em Timor-Leste, se chama Autoridade de Inspeção e Fiscalização das Atividades Econômicas, Sanitárias e Alimentar – AIFAESA, I. P.
Acho que, a universidade UNILAB é bela Universidade pela sua missão e um dos melhores Universidades que já conheci e muitos outros. Porém, principalmente o seu corpo docente são todos doutorados/as e muito amigável com seu discentes, isso facilita o ensino aprendizagem e formação profissional dos seus estudantes, especialmente a minha formação. Além da formação, aprendi muito sobre as diferenças culturas que compõem na Universidade, uma experiência belíssima e inesquecível. Finalmente, OBRIGADO UNILAB e MUITO OBRIGADO BRASIL 🇧🇷 🇧🇷 🇧🇷 🇧🇷.


Luiziana
Brasil
Egressa do Curso de Letras Língua Portuguesa

Meu nome é Luziana, sou graduada em Letras – Língua Portuguesa pela Unilab (2020). Durante o Ensino Médio descobri que queria ser professora. Estudei, me dediquei e cultivei o sonho de chegar ao ensino superior, sonho este que para meus pais parecia ser tão inimaginável, haja vista que eles eram simples agricultores, sem a mínima condição de me manter em uma cidade grande como Fortaleza. Mas movida pelos meus sonhos e determinação continuei firme. No ano de 2014, no meu 3º ano do ensino médio ouvi falar da Unilab, fiz o ENEM, me inscrevi no SISU e fui aprovada. A Unilab para mim e toda a trajetória que nela vivi, durante quase cinco anos de curso, além de ser uma realização pessoal, me proporcionou experiências para o magistério que eu nem imaginava vivenciar, ainda na universidade, como o contato com as escolas de nível fundamental e médio, por meio de bolsas como o PIBID e Residência Pedagógica, além de voluntariado no PIBIC – programa de iniciação cientifica.
Impossível falar da Unilab e não dizer o quanto sou grata pela oportunidade de construção de conhecimentos, a busca constante por novos aprendizados e a desconstrução de uma visão distorcida de África que nos passam desde criança. Foi na Unilab que minha visão de mundo se expandiu, que comecei a enxergar os diversos preconceitos existentes no meio social e o quanto é importante nos posicionarmos de alguma forma e lutar pelos nossos direitos. No momento estou desempregada, talvez devido a pandemia, mas me sinto preparada para exercer minha profissão, porque carrego uma bagagem de experiências graças a Unilab e sei que estas certamente farão toda a diferença em sala de aula, então obrigada a Unilab e todos os envolvidos em seu projeto de criação.


Yanick Rodolfo Gomes.
Guiné Bissau
Egresso do Curso de Engenharia de Energias

Meu nome é Yanick Rodolfo Gomes, de nacionalidade guineense. A minha história com UNILAB começou 02/2014 quando ingressei na faculdade de Engenharia de Energias do Instituto da Engenharia e Desenvolvimento Sustentável IEDS e me formei no dia 07/02/2020 no mesmo curso na qual tive que fazer colação especial. Atualmente estou cursando mestrado no Programa de Pós Graduação de Engenharia Elétrica PPGEE pelo Centro da Engenharia, Modelagem e Ciência sócias aplicada CESC na UFABC- SP e sou Pesquisador/Bolsista do Projeto Solar UFABC/ENEL.
Acredito que o conhecimento cientifico ou seja aprendizado depende principalmente do objetivo e interesse do que se tem enquanto estudante. Desta forma, na UNILAB, encontrei excelentes Professores que muitas das vezes já vinha confessando que professores são como PAI, pois, além de agregar aprendizado também são motivadores e conselheiros e esses fatores serviram de incentivo para minha decisão, impulsionaram-me a enfrentar desafios que cada aparece na nossa vida. Ainda sobre a UNILAB, não pude deixar de lado o mosaico da cultura dos diferentes países na UNILAB (os países da comunidade da língua portuguesa) ensina-nos a forma de adaptação e vivencia em qualquer lugar que seja e hoje não tive problema em adaptação com outras nacionalidades aqui na UFABC principalmente com países da América Latina.
Ao longo do meu percurso de graduação tive a oportunidade de ser bolsista do Programa de Monitoria e também fazer parte do colegiado de Instituto da Engenharia e Desenvolvimento Sustentável CIDES, o que contribuíram bastante na minha experiência.
Portanto, hoje sou Engenheiro de Energia graças a casa UNILAB e gratidão é muito insignificante e espero servir um dia como docente nesta instituição histórica, meu muito obrigado à todos corpos da Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira – UNILAB-CE


Dário Daniel Artur
Angola
Egresso do Curso de Humanidades

Chamo-me, Dário Daniel Artur, nacionalidade angolana, formado em Humanidades, atualmente mim encontro no curso de licenciatura em História e no Programa de Pós-graduação em Mestrado Interdisciplinar em Humanidade. Estou aqui deixando o meu depoimento durante o meu processo de formação no curso se bacharelato em Humanidades, começo por dizer que não esperava um dia mim formar em uma universidade como a UNILAB de préstimo internacional e interiorizada. No que diz respeito ao meu processo de formação no curso de BHU. Na UNILAB, tive momentos bons e marcantes (ruins), um deles é quando no meu primeiro semestre no ano de 2017, bem no início presenciei o tiroteio que aconteceu no período noturno no campus do palmares, claro que este acontecimento mim abalo mais não foi o suficiente para fazer eu desistir dos meus objetivos, também participei em várias marcha em pró da educação e os que visava ao não corte das bolsas de estudos para estudantes Internacional, São vários os elementos que não terei como expressar todos aqui neste depoimento. Concluindo, a UNILAB mim proporcionou e isto mim fez crescer como acadêmico e pesquisador que hoje eu sou e contribui para o ser humano melhor só, desejo que a mesma continue formando intelectuais no âmbito da CPLP. Calorosas saudações aos professores, colegas, técnicos amigos e a minha namorada (Nita Ramos) que contribuíram e continuam a contribuir na minha formação.


Hilquias Silva E.Chiquete.
Angola
Egresso do Curso de Ciências da Natureza e Matemática

Sou Hilquias Silva E.Chiquete, de nacionalidade angolana, ingressei na Unilab cursando Ciências da Natureza e Matemática,  mas após um ano e meio mudei para Engenharia de Energia no qual terminei o bacharel.  Atualmente estou fazendo Mestrado em Engenharia Elétrica na Universidade Federal de Santa Maria (UFSM) no Rio Grande do Sul. Estou em um curso de excelência e conceito 6, segundo atribuição da capes, mérito alcançado graças a minha trajetória na Unilab, a qual foi de fundamental importância ao me proporcionar um aprendizado de qualidade que foi além da sala de aula, com um ambiente diferenciado de ensino.
Na Unilab ao conviver com, Cabo-verdianos, Guineenses, Santomenses, Moçambicanos, Angolanos, Timorenses e Brasileiros, me senti viajando e aprendendo em três continentes e sete culturas diferentes, juntando isso a um quadro de docentes, servidores(as), toda a assistência estudantil e oportunidades de natureza diversa que a instituição oferece foi um ganho imensurável. Claro, nem tudo foi um mar de rosas kkss, ainda lembro de nossas viagens cansativas a UFC para ter aulas práticas de eletromagnetismo.  Entretanto, digo apenas que, meu tempo na Unilab valeu apenas, para uma universidade nova ela fez e faz o que muitas instituições não conseguem em décadas de funcionamento.


Maria Isabel Baldé.
Guiné Bissau
Egressa do Bacharelado em Administração Pública

Meu nome é Maria Isabel Baldé. Conclui o curso de Bacharelado em Administração Pública na Unilab em 2019, no mesmo ano regressei ao meu país, Guiné-Bissau. A vontade de prosseguir com os estudos é indiscutível, mas a minha prioridade foi ingressar no mercado de trabalho. Trabalhei numa empresa privada como administrativa. Foi uma experiência única, meu primeiro emprego! A minha formação na Unilab como pessoa e como profissional, com certeza teve um impacto muito positivo no meu desempenho e na minha conduta. Atualmente estou trabalhando para montar meu próprio negócio. Quando pequena, dizia que queria ser gestora, e não sabia responder gestora de quê, para mim o importante era ser gestora e pronto. Agora sou administradora pública de formação, e posso ser gestora do meu próprio negócio. Hoje vejo meu sonho cada vez mais perto de se tornar uma realidade, e a construção desse caminho teve como uma das pedras fundamentais a Unilab e todo o aprendizado que adquiri a partir dela, dos desafios que propõe, das pessoas que a compõem, e do país que a sedia. Gratidão UNILAB.


Categoria